Programas de criação complementares

Programas de criação complementares

 

Os programas a criar, assentam na necessidade de explorar várias vertentes artísticas específicas, desde a fotografia, às artes plásticas, as artes dramáticas e/ou a sua interação com a imagem animada. Estes programas serão inseridos em períodos de férias letivas ou em  ações pontuais surgidas de parcerias com outras instituições culturais.

 

 

Projeto Porto Desconhecido

As oficinas de verão do CLIA Anilupa para o presente ano, centram-se na variedade de propostas e metodologias de construção, abordando a criação de brinquedos e objetos tradicionais a partir da perspetiva artística, permitindo experimentar várias técnicas plásticas como desenho, pintura, colagem de vários materiais e outras.

 

MARIONETAS

9 e 16 de Julho, segunda

A criação de marionetas é uma arte que deriva das tradições antigas e engloba diferentes tipos de construção. Nesta oficina vamos criar marionetas cujo manuseamento central é realizado a partir da cabeça, utilizando diversos materiais, como cartão, tecidos, cordas e fios. Cada um vai construir o seu personagem para brincar e contar as histórias.

ARTE DAS MASCARAS

11 e 18 de Julho, quarta

Uma máscara  é um acessório utilizado para diversos propósitos – desde artísticos e lúdicos até mágicos e ritualísticos. Nesta oficina vamos olhar para a mascara como um objeto de arte e criar rostos de seres fantásticos com o método de criação de formas invulgares escolhidas a partir do cruzamento de linhas, aplicando posteriormente pintura e colagem de diversos materiais. 

 

CAVALOS DE PAU

13 e 20 de Julho, sexta

A partir de ideia do cavalo de pau, brinquedo tradicional, cada um vai construir o seu companheiro de brincar, seja um unicórnio ou um dragão, experimentando no processo, várias técnicas plásticas como desenho, pintura, colagem de vários materiais e outras.

BRINQUEDO TREPA CORDA

10 e 17 de Julho, terça

Nesta oficina vamos descobrir o segredo duma técnica simples que permite criar um brinquedo que trepa as cordas sozinho, seja um trapezista que sobe a corda do circo ou de um foguetão que voa até a lua. Cada um vai construir o seu brinquedo original que sobe e desce, criando as formas em cartão e aplicando a pintura e colagem de vários materiais.

 

ESPANTA ESPÍRITOS

12 e 19 de Julho, quinta

Nesta oficina vamo-nos inspirar no Caça Sonhos, um objeto indígena e o Espanta Espíritos, presente em várias culturas do mundo. Utilizando diversos materiais, como arame, tecidos, acetato, papel de seda, cordas entre outros, vamos criar um objeto original com caraterísticas visuais ou sonoras, que depois poderá ser pendurado à beira da cama, da janela ou no jardim.

Público alvo: Para crianças, jovens, adultos e grupos organizados a partir dos 6 anos de idade

Horário: 10:00-12:30 ou 14:30-17:00

Preço: 2,5 € por oficina, exceto Cavalo de pau, cujo preço é 3 €

Nº participantes: Máx. 20 participantes por sessão

Oficinas com marcação prévia: tel.: 222081213, anilupa@sapo.pt até uma semana antes da oficina pretendida e de acordo com os limites mínimos e máximos da lotação.

VISITAS ANIMADAS e OFICINAS REGULARES

Aproveite as férias para visitar o espaço expositivo do CLIA Anilupa ou realizar uma das oficinas regulares.

Horário: 2ª a 6ª feira, das 9.30- 12.30 h / 14.00-18.00 h

Duração: 2 horas

Oficinas: público em geral e grupos organizados com marcação prévia, max. 25 participantes

Visitas: público em geral (sem marcação), grupos organizados - com marcação prévia, max. 30 participantes. 

UMA VIAGEM PELA DESCOBERTA DO CINEMA 

26 a 30 de Junho e de 24 a 28 de Julho 2017

Oficinas pontuais que se enquadram no tema da descoberta do cinema: desde a construção de objetos pré cinemáticos e sombras até filmagem de experiências em imagem animada, sendo possível inscrever-se nas cinco oficinas diferentes ao longo da semana ou em duas ou três ou numa só.

TERÇA | 27 de Junho | 25 de Julho

QUARTA | 28 de Junho | 26 de julho

QUINTA | 29 de Junho | 27 de Julho

SEXTA | 30 de Junho | 28 de Julho

As Sombras chinesas                                                     

 

O teatro de sombras era uma forma de contar histórias em movimento. Tinha a particularidade das silhuetas serem projetadas numa tela e daí, a sua relação com a história do aparecimento do cinema. Nesta oficina todos serão convidados a criar uma silhueta e a contar histórias a partir das personagens produzidas. 

As caixas ópticas e dioramas                                                

 

Estas caixas ópticas e dioramas, eram objetos que faziam sensação em feiras ambulantes entre os séculos XVIII e XIX. Utilizando caixas em cartão, os participantes poderão explorar imagens a partir do efeito de transparência, aplicando materiais translúcidos, criando desenhos ou adicionando outros elementos para criar um mundo em miniatura dentro da caixa.  

O Fenakistiscópio                                                                 

 

Este aparelho óptico inventado no séc. XIX e em forma de disco dentado, permite observar imagens em movimento contra um espelho. Partindo de um exercício simples de animação dividido em duas imagens, os participantes poderão transferir o motivo criado para o Fenakistiscópio e assim, observar a sua animação num espelho. No final será realizada a captação das imagens dos desenhos, criando um registo de animação em vídeo. 

O Zootrópio                                                                             

 

Este aparelho óptico inventado no séc. XIX e em forma de tambor, permite observar através de ranhuras imagens em movimento. Cada participante é convidado a construir um zootrópio e depois, realizar a sua animação numa tira em papel. As sequências de desenhos serão filmadas para obter o registo da animação em vídeo.

Brincando com Méliès                                                            

 

Georges Méliès (1861-1938) foi um cineasta e ilusionista francês, considerado um dos artistas mais inventivos do cinema mundial. Méliès usou inúmeras técnicas de filmagem e o seu filme mais conhecido é “Viagem à lua”, de 1902. Esta oficina pretende envolver os participantes na experimentação de imagens animadas, explorando técnicas como animação de objetos e a pixilação, que permite animar o nosso próprio corpo fotograma a fotograma. Estas experiências de ilusão de movimento são também um pretexto para a descoberta de alguns “truques” presentes nos filmes de Méliès. 

 SEGUNDA | 26 de Junho  | 24 de Julho

Oficinas de verão com marcação prévia: tel.: 222081213, anilupa@sapo.pt até uma semana antes da oficina pretendida e de acordo com os limites mínimos e máximos da lotação.  

INSTALAÇÃO NO JARDIM

“Das coisas nascem coisas” 
17 - 21 de Jul. 2017

A partir do conceito “Das coisas nascem coisas”, pretende-se construir objetos escultóricos ou instalações, a partir da composição de formas criadas em cartão ou em arame. É também uma oportunidade para a experimentação de técnicas plásticas como pintura, colagem de vários materiais e outras. No final todos serão convidados a combinar as formas, de modo a obter uma instalação ou objeto escultórico, que será depois exposto no espaço ao ar livre do CLIA Anilupa.

Público alvo: Crianças, jovens, adultos e grupos organizados a partir dos 6 anos de idade
Datas: 17 - 21 de Julho, 2017
Horários: 10:00-12:30 ou 14:30 – 17:00
Período da exposição: 24 de Julho – 15 de Setembro
Nº máximo de participantes:25
Preço: 2,5 € por oficina 

Oficinas de verão com marcação prévia: tel.: 222081213, anilupa@sapo.pt até uma semana antes da oficina pretendida e de acordo com os limites mínimos e máximos da lotação.